Concreto Projetado

 

É uma das técnicas mais aplicadas nas obras geotécnicas, tendo em vista a sua extrema praticidade. O concreto projetado é um processo de aplicação de concreto utilizado sem a necessidade de formas, bastando apenas uma superfície para o seu lançamento. O não emprego de formas pode ser por opção, ou quando, pelas característica da concretagem, seu emprego torna-se difícil ou impossível. Muitas vezes o acesso e a dificuldade de regularização de uma superfície, representam um dos maiores obstáculos de uma obra de controle de erosão. Nestes casos, a aplicação de concreto projetado é quase sempre a opção mais viável técnico e economicamente.

Trata-se de uma mistura de cimento, areia, pedrisco, água e aditivos, que é impulsionada por ar-comprimido desde o equipamento de projeção até o local de aplicação, através de mangote.
O sistema consiste num processo contínuo de projeção de concreto que, por meio de um mangote, é conduzido de um equipamento de mistura até um bico projetor, e lançado com grande velocidade sobre a base. O impacto do material sobre a base promove a sua compactação, sem a necessidade dos tradicionais vibradores, resultando em um concreto de alta compacidade e resistência. Existem dois método de emprego do concreto projetado: por via seca e por via úmida. No processo via seca é feita uma mistura a seco de cimento e agregados. No bico projetor existe uma entrada de água que é controlada pelo operador. O concreto seco é conduzido sob pressão até o bico onde recebe então a água e os aditivos.

No processo via úmida o concreto é preparado da forma comum, misturando-se na câmara própria, cimento, agregados, água e aditivos, sendo essa mistura lançada pelo mangote até o bico projetor.

Equipamento utilizado: Compressor de ar e Bomba de Projeção.


Voltar